Importante, comece aqui!

Importante: Os artigos, idéias e conteúdo promovidos nesse site não substituem o acompanhamento ou avaliação de um profissional competente.

Já disse no segundo post do blog, mas acho importante reforçar aqui que não sou médico nem nutricionista. Minha jornada e estudos começaram quando adoeci e precisei de ajuda mas não tive sucesso visitando muitos médicos e nutricionistas com especialidades muito diversas. Cada dia que passava ficava mais perdido sem saber quem mais procurar.

Desesperado, sem respostas comecei uma busca incessante por informações que pudessem me ajudar em minha cura e pouco a pouco descobri um mundo de informações que não chegavam até a maioria de nós e que muitas delas eram contrárias a tudo que ouvia. Mas tudo fazia tanto sentido.

Comprei muitos e muitos livros e comecei a estudar por conta própria e pouco a pouco fui adquirindo uma certa bagagem de conhecimento e comecei a entender o que tinha e como me curar.

Com o passar de alguns meses fui lentamente me curando de diversos problemas, alguns sérios e bem complicados. Sigo na minha jornada correndo atrás de anos de irresponsabilidade e prejuízos que causei em meu corpo.

Costumo dizer que sou um entusiasta na área da saúde e um pesquisador informal dedicado em busca de verdades que por muitos motivos não chegam até nós.

Maravilhado com um mundo de possibilidades, recuperação e cura, possíveis a todos nós, dedico grande parte do meu tempo estudando e propagando idéias e conceitos que podem evitar e livrar outras pessoas de muitos sofrimentos.

Peço a todos os leitores e amigos que me leem, que tenham a responsabilidade na hora de utilizar essas informações. Nunca se esqueçam de que cada caso é um caso e que pessoas com problemas de saúde devem buscar ter um médico amigo e de confiança que dê o suporte necessário.

Por outro lado, grande parte do que trago para o blog é baseado em pesquisas e livros de pessoas que sabem muito mais do que eu.

Portanto caso tenha algo que vá contra o que seu médico fala pra você, recomendo que pesquise, se informe, leve essas informações até ele, questione o profissional que lhe auxilia, sempre lembrando de que o maior responsável por sua saúde (ou doença) é você.

Muitas vezes o que você encontrará nesse blog irá contra tudo que você já ouviu e nesses casos, peço que NÃO feche seus olhos e acredite em mim. Confie em você, em seu bom senso e estude. Tenho certeza de que surpreenderá na maioria das vezes com as verdades por baixo das convenções e do senso comum sobre o que é ou não saudável.

Espero que todos façam bom proveito do blog e que tenham responsabilidade e vontade de descobrir verdades que muitas vezes não chegam até nós.

18 Respostas para “Importante, comece aqui!

    • Oi Dulcinéa, sei que é difícil de achar profissionais de confiança.
      De qualquer forma eles existem e espero que ache algum em breve que pelo menos lhe de o suporte necessário, já que grande parte da mudança será sua. 🙂
      Fico muito feliz que esteja gostando do blog.
      Queria apenas lhe pedir muito cuidado em qualquer mudança que for fazer em sua alimentação. Já disse em alguns posts aqui do blog que essa dieta muda muito nosso organismo e para quem já toma remédios como é seu caso, eles podem rapidamente se tornarem forte demais para seu organismo, o que é perigoso.
      Peço que ao menos compartilhe com seu médico e peça-lhe um acompanhamento mais próximo e frequente, com exames, já prevendo uma possível redução na dosagem, visto que seu remédio para diabetes pode se tornar muito forte depois de algum tempo na dieta.
      Casos semelhantes são frequentes em pessoas que já tomam algum remédio e começam a dieta. Médicos que têm uma abordagem parecida com essa dieta recomendam exames periódicos muito mais frequentes. O que estou lhe dizendo por um lado é ótimo, mas pode ser perigoso, então peço que tenha cuidado, ok?
      Tudo de bom,
      um grande abraço

  1. Oi Rodrigo,não se preocupe,faço acompanhamento sempre,e estarei procurando meu médico logo mais.
    Obrigad estou adorando o blog, só que acho que ainda estou comendo bastante ,devo me adaptar logo .
    ab
    Dulcinéa

  2. Olá! Conheci seu blog por acaso, procurando no google informações sobre alimentos saudáveis. O primeiro livro que me despertou interesse sobre o tema foi o “Anticâncer” de David Servan-Schreiber. Eu já tinha algum interesse por nutrição depois que comecei a utilizá-la, paralelamente à musculação, para a obtenção de resultados estéticos e a resposta foi incrível. Depois do livro e de algum amadurecimento maior, comecei a perceber o quão mais amplo é o universo da alimentação e o quanto ela pode trazer essenciais benefícios à nossa saúde. O seu blog foi favoritado em minha página assim que o vi. O post sobre as bactérias foi incrível e abriu minha cabeça para começar a pesquisar mais sobre o tema. O interesse foi tamanho que cheguei a fazer um perfil no instagram (@vivendomelhor) para falar sobre o tema, citando, inclusive, seu blog como fonte em uma das publicações. Como eu não fui obediente e não li essa página primeiro, não fazia ideia que você não era nutricionista, foi um susto, rs, digo isso apenas pelo conhecimento que demonstra ao escrever os posts. Gostei também das indicações dos livros, certamente irei comprá-los. Enfim, gostaria de lhe parabenizar pelo trabalho aqui, espero que a cada dia mais as pessoas possam compreender que o alimento deve, primeiro, fornecer os nutrientes que nosso corpo precisa para funcionar da melhor maneira possível e que o prazer é algo secundário. Tenho notado que você não tem feito novos posts, não está pensando em terminar o blog n né? Não termine, por favor! Rs.

    Parabéns, abraço.

    • Oi Nayara, tudo bem?
      Que bom que gostou do blog.
      Realmente o impacto da alimentação em nossa saúde é incrível.
      Nós nos distanciamos tanto de um pensamento mais naturalista que hoje nos surpreendemos quando vemos os excelentes resultados de uma boa alimentação.
      Esses livros que estão no link realmente são muito bons. Preciso atualizar a lista mas só esses já geram mudanças de paradigma incríveis em nossa vida.
      Quanto aos posts, realmente faz um tempinho desde o último post, pois tenho trabalhado um pouco mais nas últimas semanas. Mas sem dúvida continuarei com o blog e em breve terão novos posts.
      Obrigado pelo incentivo,

      um abraço!

  3. Ah! No post das bactérias você fala que o iogurte é um dos alimentos recomendados para reconstruir a flora intestinal e que o ideal seria o iogurte feito em casa. Você já mostrou como faz aqui no blog? Tentei achar mas não consegui.

    • Nayara, não postei como se faz o iogurte, mas é bem fácil.
      Ainda mais se você tiver alguma dessas iogurteiras que existem no mercado. Aqui em casa usamos uma.
      Fica uma delícia e é muito melhor do que os que compramos nos mercados, sem dúvida nenhuma, além de barato.
      Veja se consegue encontrar na internet e qualquer coisa me fala.

      abraços,

  4. Minha mãe faz em casa mas compra aquele copinho de iogurte natural que vende no mercado para fazer o primeiro pote de iogurte. A minha dúvida é: vc disse que o transporte e armazenamento dos iogurtes nos mercados pode acabar matando as bactérias, então isso não aconteceria também com o iogurte natural de copinho que compramos para fazer nosso iogurte caseiro?

    • Oi Nayara, tudo bom?
      Sim, talvez não tenha as bactérias que precisa para começar sua fermentação. O que pode ver é se encontra alguns starters. São uns sachês com culturas já prontas para iogurte. Então depois você usa seu próprio iogurte para fazer os outros.
      Como demorei um tempinho para responder imagino que você já tenha tentado algo.
      Depois compartilhe aqui conosco como foi. 🙂
      Um abraço!

  5. Oi Rodrigo. Eu tenho enxaqueca com tooodos esses sintomas desde que tinha 13 anos. Desapareceu por uns anos e voltou fazem 3 desesperados anos, diariamente….. Anos nos quais algumas vezes quis me afundar na terra e outras decidi superar… Nenhuma me trouxe resultado mas eu continuo… Eu já baixei muiito as expectativas e juro que daria o que fosse pra não ter só os sintomas visuais. Não só a perda de visão da aura mas toda a tontura e sensação de que minha cabeça não acompanha meus olhos… Terrível. As pessoas anos entendem e pela minha casa o negocio de se queixar está mal visto….. Hoje, encontrei seu blog, no meu passeio rotinario e esperançado de encontrar na rede algo que se possa aproveitar. Agora onde eu moro são as 3 da manhã. Mas amanhã vou dar a volta ao teu blog e tenho good vibrations… 😉 Serei uma fiel seguidora… obrigada por se incomodar em tentar acender alguma luz em nossas apagadas e desesperadas vidas. Vou te contando…. Obrigada pela ajuda. Beijos, Pris.

    • Oi Pris, tudo bem?
      Então, fique tranquila que fazendo o certo seu corpo se recupera da enxaqueca e você fica boa. Mas precisa mudar as coisas na sua vida.
      Os meus piores sintomas eram os visuais. Eram também diários e muito fortes! Eu tinha fotofobia, a visão ficava borrada, com ruídos, sensação de os objetos estarem se movendo, tontura muito forte etc etc etc. Era realmente terrível.
      Hoje não tenho absolutamente nada disso. Nenhum deles e nem lembro mais desses incômodos. Bom né? Mas tenha certeza que você consegue também!
      Saiba o seguinte: A enxaqueca é totalmente ligada ao seu intestino. É ele que tem que melhorar. Esses sintomas visuais são problemas que começam com baixa de produção de neurotransmissores, toxinas que caem na corrente, etc. Então precisa focar em selar a barreira do seu intestino, reorganizar sua flora intestinal, dormir bem, etc.
      Fazendo uma dieta como essa no blog, dormindo mais cedo um pouco, mantendo o stress sob controle, acredito que em alguns meses você já esteja sem esses sintomas. Lembre-se sempre que nosso corpo é muito forte, inteligente e se regenera sempre que damos a ele as condições de que ele precisa.
      Diminua os carboidratos, corte os grãos por um certo período (os grãos contribuem para a permeabilidade intestinal), retire completamente os industrializados, doces, refrigerantes, coma boas porções de proteínas, ovos (sempre com as gemas) e boas gorduras todos os dias.
      O Óleo de Coco é fundamental, a manteiga também!
      Faça essas coisas e logo logo você estará boa!! Siga firme e confie sempre no seu corpo pois ele é um sistema fantástico que quando começamos a entendê-lo é que vemos seu potencial!
      Seja forte, mude hoje, e não olhe para trás. A disciplina e determinação, junto às boas mudanças te levarão rapidinho para a saúde de novo.
      Conte comigo para o que precisar, aproveite a troca e as informações do blog,
      um grande abraço! 🙂
      Rodrigo

  6. Obrigada, tenho aura e vários outros sintomas descritos por você quando estava doente, e vou atrás de todas suas dicas!!!

  7. Olá Rodrigo!
    A minha via crucis em busca da cura para a enxaqueca parece um pouco com a sua.Sofro há pelo menos 20 anos.
    Já peregrinei por diversos lugares e tentei muitasssss coisas, usei medicamentos fortíssimos para prevenção, mas nada que fosse definitivo. Bastava mudar alguma coisa na minha vida, para as crises voltarem.
    Tenho enxaqueca com aura, e posso te dizer com muita tristeza que já apresentei todos os tipos possíveis dela. Incluíndo visão distorcida, flashs, zigue- zague, formigamentos, falta de concentração, falta de coordenação, fraqueza em um dos lados, perda superficial da visão, etc (listaria mais alguns).
    Mas as crises eram espaçadas e eu não achava que justificava usar tanto medicamento forte.
    Porém, agora elas têm se apresentado toda vez que pratico atividade física intesa. Atualmente corro 10 km e não posso usufruir do bem estar do exercício, pois logo vem a enxaqueca. Os sintomas (aura) têm me assustado muito e por consequência minha família toda por achar que estou tendo um derrame.
    Sei que o blog não tem fins médicos, e portanto você não poderia me receitar nada. Aliás não é esse o meu objetivo aqui. O que eu quero muito que você me ajude se possível, baseado no seu vasto conhecimento no assunto é encontrar algo que justifique as crises estarem sendo desencadeadas após a corrida.
    Tenho duas primas com um problema cardíaco ( prolapso da válvula mitral) e ambas relatam ter aura, mas em intensidades muitoooo inferior às que eu tenho.
    Será que o problema pode ser esse? Será que precisarei deixar de correr ( minha paixão) ??
    E mais, andei lendo que mulheres que têm enxaqueca com aura, têm aumentado em 18 % a chance de ter um AVC.Será que isso é motivo de preocupação para mim?
    Diante de tudo isso que relatei, e mediante o seu conhecimento, gostaria de lhe pedir essa ajuda. Nem que seja uma palavra a mais..
    Um grande abraço, e obrigada por compartilhar sua história de sucesso!!
    Fique com Deus!

    Patrícia França

    • Oi Patrícia, tudo bem?
      É realmente muito difícil passar tanto tempo com as crises e acabamos achando que nunca irão embora, pois já fazem parte de nossa vida.
      A enxaqueca é um processo de adoecimento crônico e sem dúvida nenhuma deve ser tratado. Não acho que correr 10km seja legal e principalmente se aumentam as crises. Elas aumentam pois você demanda do seu sistema, que não está bom para tanto esforço.
      Você precisa agora é entender o porque do adoecimento. E cuidar das causas. Do que te fez adoecer.
      Dessa forma você se cura e segue seu caminho com qualidade de vida que nem imagina hoje por causa das crises.
      A doença é sempre um aviso, um pedido de ajuda do corpo para ser cuidado. Basta olharmos para ele e cuidarmos modificando nossa conduta e tudo fica bem.
      A aura é um grande indicativo de que precisa mudar. Eu tive também e nunca mais apareceram desde que mudei minha vida.
      Mas não pode deixar passar.
      Recomendo a você ler os posts sobre alimentação e modificar pouco a pouco seus hábitos.
      Quanto ao exercício, acho que é fundamental e pode lhe ajudar muito, mas com moderação.
      Caso precise de algo, mande-me um e-mail que posso tentar lhe passar umas informações e tentar lhe ajudar no que souber.
      Cuide-se que isso tudo passa logo logo. Mas comece hoje! 🙂
      Abraços e fique bem!

  8. Adorei encontrar seu blog, me cadastrei pois quero segui-lo, mudei minha alimentação e melhorei , tinha muitas dores pelo corpo que mudavam de lugar , mas a cada vez pioravam mais, agora percebo que aumentaram as cãimbras nas pernas. Abraços ,Rodrigo. Te admiro e respeito.

Participe! Dê sua opinião! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s