A Base da Dieta

Atualizado: 06/5/2014

Pode num primeiro momento parecer muito difícil mas os benefícios são tão espetaculares e reais, que o esforço (que é apenas num primeiro momento) se torna fácil.

É necessário que mudemos nossas atitudes e hábitos, muitos deles culturais, o que não é nada fácil.

O que costumo dizer é que essa dieta e qualquer outra grande mudança de hábito é mais fácil para que tem está com alguma dificuldade. O sofrimento nos faz mudar. Nos faz acordar para coisas que antes não dávamos muita atenção.

É nesse ponto que pecamos na educação. Que deveria entrar desde cedo com as informações necessárias para uma forma de vida preventiva e feliz. Mas como principalmente no Ocidente isso não é muito comum, sofremos as consequências das nossas imprevidências.

A política do “só um pouquinho não faz mal”, “o que não mata engorda” ou “não precisa tanto” é o que faz com que tenhamos os exageros e abusos que nos levam as doenças. Só um pouquinho de refrigerante, glutamato monossódico, aspartame, gordura hidrogenada, faz mal sim, e muito. Talvez os danos realmente demorem a aparecer, mas eles aparecem.

De qualquer forma, conheço muitas pessoas que mudaram para uma dieta de baixos carboidratos por questões estéticas apenas. E como todos que a seguem, tiveram resultados impressionantes também nesse sentido. Outros a seguem apenas por causa do bem-estar e energia que sentem.

Não pretendo convencer ninguém a começar algo que o faça mais mal do que bem. Mas convido a todos a revisar seus hábitos e condutas no dia-a-dia. A pelo menos avaliarem mais de perto o que consomem e o que isso representa a médio e longo prazo. Se interessem mais pelo sódio e açúcar que consomem numa lata de refrigerante, ou os conservantes que matam os microrganismos da mesma forma que a nós em alimentos industrializados.

Acredito que pouco a pouco ao longo de nossas vidas, a maioria de nós se convence de que mudanças são necessárias para nosso bem-estar e felicidade.

Quanto a dieta, o que posso dizer é que ela proporciona, é um ponto fora da reta no que conhecemos sobre saúde. Tanto em prevenção quanto cura da maioria das doenças que conhecemos.

Espero que façam bom proveito, mesmo que no início seja uma mudança bem gradual e suave.

Falarei um pouco mais nos posts seguintes sobre a ciência por trás da dieta, estudos e pesquisas mais recentes e dos reais benefícios para nossa Saúde.

A Dieta:

A dieta consiste principalmente em nos alimentarmos de comida de verdade. Sem industrializados, refinados, açucares, agrotóxicos, etc.

Alguns pontos importantes:

– Você não sentirá fome pois comerá mais gorduras que dão saciedade e retardam a digestão para o tempo que precisamos para absorver os nutrientes.

– Terá pouco a pouco mais prazer com o ato de se alimentar pois terá cada vez mais que preparar seus próprios alimentos.

– Sentirá prazer de verdade com alimentos saudáveis, pois pouco a pouco limpamos nosso paladar, totalmente saturado de sabores fortíssimos e concentrados (que somem com as nuances de alimentos mais suaves) e comeremos o que fomos feitos para comer.

– Os benefícios na sua saúde, peso, energia, mente serão vistos bem rapidamente. Poucas semanas da dieta são suficientes para mostrar o salto que dará em bem-estar.

– Sem dúvida nenhuma ao longo da dieta estará revertendo e curando qualquer processo degenerativo que está em andamento no seu corpo. Você e seus orgãos envelhecerão da forma que deveriam. Você não só estará evitando problemas para o futuro mas estará tratando os danos que já fez a seu corpo.

Coma com qualidade e prazer!  Sem mais exageros.

  • Proteínas:  

Carnes de todos os tipos (Vaca, Frango, Porco)

Peixes e Frutos-do-Mar de todos os tipos (Evite os de criadouros)

Ovos (Galinha, Codorna, Ganso, Pata, etc.)

  • Carboidratos: 

– Vegetais (Que nascem acima do solo)

Brocolis, Couve-Flor, Couve, Abóbora, Quiabo, Tomate, Pimentões, Berinjela, Abobrinha, Repolhos, Aspargus, Couve de Bruxelas, Pepinos, Cenoura*, Cebola*, Alho*, Alho Poró*, Vagem, Hortaliças (Todas), etc.

– Cogumelos

– Temperos

Todos os temperos vegetais, Ketchup**, Mostarda**, Maionese**, Molho de pimenta**, Salsa e Pesto**, Vinagre**, etc.

– Hortaliças

– Frutas

Abacate, Coco, Limão.

– Laticínios (Para os que não tem nenhum problema com eles)

Procure os mais gordos (integrais)

Cuidado com as bonitas embalagens. Não consumir os industrializados, como Iogurtes açucarados ou Leite e Derivados desnatados ou semi-desnatados.

  • Gorduras:

Manteiga (de preferência) sem sal, Azeite de Oliva Extra-Virgem, Óleo de Coco Virgem, Óleo de Palma, Banha (é, banha!), Ghee.

Não Coma, ou se não conseguir, diminua bastante as quantidades!

– Industrializados em geral

– Açúcares

– Margarinas (De nenhum tipo ou marca)

– Óleos Vegetais (Soja, Canola, Milho, Girassol, etc)

– Massas

– Pães

– Refrigerantes,

– Sucos

– Doces

– Chocolates

– Bolos

– Sorvetes

– Bebidas Alcoólicas

Sempre bem preparados e sem exageros mas lembre-se de que podem e devem fazer parte de uma alimentação saudável!

– Grãos e Cereais (Arroz, Aveia, Trigo) – Sempre bem preparados (Deixando-os de molho de um dia para o outro e cozinhando-os corretamente)

– Amidos (Batatas, Inhame, Aipim)

– Frutas

Beba!

– Água (Moderadamente. Até mesmo o excesso dela pode nos prejudicar)

– Chás (A maioria traz grande benefícios a nossa saúde. Evite tomar em quantidade os chás pretos e estimulantes)

Camomila, Hortelã, Erva Doce, Verde, Branco, Gengibre, Erva-Cidreira, Boldo, Carqueja, etc.)

– Café (De vez em quando)

** Feitos em casa, de preferência por você mesmo.

Anúncios

11 Respostas para “A Base da Dieta

    • Oi Simone, tudo bem?
      Sem o açúcar não acredito que prejudique o emagrecimento mas como é uma substância estimulante pode atrapalhar algumas pessoas com problemas digestivos, atrapalhando sua cura.
      Como esse blog tem muito a intenção de ajudar pessoas com problemas de saúde, muitos deles sérios, e não possui um foco apenas em emagrecimento, algumas orientações têm a intenção de prevenir problemas e ajudar na cura de doenças. Nesses casos o café necessita de moderação.
      Quanto ao leite, na dieta ele é permitido para a maioria das pessoas, também com moderação por causa da quantidade de açúcar presente nele.
      Mas da mesma forma, para os que tem problemas digestivos, alérgicos, enxaquecas ou aqueles que necessitam se recuperar de doenças mais graves eu acho prudente retirá-lo.
      um abraço

  1. OLá, eu gostaria de algumas dicas do que posso comer a tarde e pela manha como lanche, pois passo o dia inteiro fora de casa e não tenho como levar ovo ou carne.
    Obrigada, Natasha.

    • Oi Natasha, tudo bem?
      Se você consumir uma quantidade adequada de proteína e gordura em suas refeições, verá que não sentirá fome para os lanches.
      Mas caso mesmo assim sinta fome, tente um pouco de Abacate com Óleo de Coco e Stévia (bem pouco), ou se você tem tolerância a leites e derivados, um iogurte natural (de preferência feito por você mesmo).
      Minha namorada come castanhas (preparadas adequadamente), um pedaço de queijo.
      Recomendo a você esse site maravilhoso cheio de receitas com poucos carboidratos. O nome do blog é Mais Gordura, Menos Carboidratos e eu recomendo muitíssimo pois além do site ser sensacional as receitas são deliciosas!!
      Espero ter ajudado um pouco!
      abraços!

  2. Olá gostaria de dizer que estou encantada com o blog, pela linguagem acessível e o assunto pelo qual faz parte da minha vida desde janeiro de 2012 onde já eliminei 25 kg e estou muito mais saudável e satisfeita; Estarei sempre acompanhando e aprendendo todos os dias!! Grande abraço!!

    • Obrigado pelo comentário, Maria!!
      Que bom que o blog tem agradado, me deixa muito feliz!
      E parabéns por estar conseguindo emagrecer e o mais importante, com saúde!
      Fique a vontade para participar do blog, sugerir novos assuntos e idéias para cada vez mais compartilharmos saúde e bem-estar.
      Um grande abraço!

  3. Também estou gostando muito do blog, e confesso que este é um tipo de alimentação que nunca havia passado na minha cabeça, mas que faz sentido…
    Pretendo seguir, porém tenhos 1 marido…rsrsrs e 3 filhos, e é um pouco difícil mudar os habitos dos outros, além de ter um custo um pouco mais alto… que os biscoitos e pães que costumamos comer todos os dias, e tb fico na duvida como substituir essas igrarias quanto as crianças…

    abço, parabéns

  4. Eu concordo com tudo que foi dito, exceto em excluir os tubérculos.

    Eles são a base alimentar de muita gente, especialmente a população nordestina que consome diariamente inhame, batata doce e mandioca.

    Acredito que se estes forem inclusos numa alimentação que exclui quaisquer outras fontes de açúcares que não só tubérculos e frutas em moderação, não há tantos problemas. Até porque, não só de vegetais vive um homem.

  5. Oi Rodrigo. Tudo bem. Estou por aqui de novo. Queria te perguntar, o que você toma de café da manhã? Porque eu estou começando a planejar a dieta e qual a minha surpresa quando vejo que no resto do dia já está adaptada (exceto algún día louco) em todos os horários menos no café. Hoje acordei disposta a mudar os costumes do café da manhã e qual foi a minha surpresa: não sabia que comer!!!! É a única hora do dia na que eu tomo caboidratos. Sempre cereais integrais con leite desanatado. A outra opção era pão integral… e aí acabei. Não soube que comer. Eu janto ovo e frango. Salada, peixe no almoço, muuuitos vegetais e hortaliças. Mas se eu tiro as frutas e cereais fico sem café da manhã….. As frutas são quase a base da minha alimentação. E é o que mais me dói acreditar que possa fazer mal. Mal eu tenho a mente aberta e vou acreditar. Então pergunto: como funcionará a flora intestinal sem frutas????? O que eu como de café da manhã??? ajjaajaja.. Por outro lado, quando começei com uma dieta baixa em carboidratos foi por motivo estéticos. Sempre pensei que são puro exagero e que não são necesarios e se vc nao come coisas inecessarias nao engorda e se nao engorda nao sofre doenças por abusos como diabete e colesterol….. então veio a enxaqueca, ha anos e nunca mais foi embora, e agora vou rever esses conceitos con a tua dieta. Mas tem coisas que parece que vao em contra do estético. Por exemplo: se escolho leite desnatada é porque a integral tem gordura e engorda, mas a desnatada é processada por tanto má pra saúde… Como se encontra o equilibrio disso??? Porque a dieta me parece perfeita exceto porque me da a impressão de que vou engordar. Vc defende que não?? Nada de nada? Eu já tenho baixos carboidratos E baixas gorduras e o que vou fazer para adaptar a minha dieta será subir gorduras e tirar as frutas e o único carboidrato que sao os cereais da manhã. Nao vou sair com kilos a mais nessa troca? O que vc acha???
    Um beijo e obrigada.

    • Oi Pris, tudo bem?

      Então, o café da manhã é sempre uma dúvida para quem está começando a dieta e faz todo sentido.
      Nós temos uma cultura de começar o dia com pão e café, as vezes doces, frutas, e é difícil uma mudança drástica. Por isso eu sugiro que as pessoas comecem com frutas com ovos, abacate com óleo de coco e cacau, uma vitamina de coco, leite de amêndoas ou castanhas, etc.

      Mas se for me perguntar o que eu sugiro realmente, é variar bastante. Sei que parece maluquice mas muitos japoneses começam o dia com o que eles chamam de pequeno almoço. Em outros lugares se come carne, ovos, bacon. Outros frango e em alguns, feijão e outras coisas consideradas pesadas.

      A verdade é que sou totalmente a favor disso. O café da manhã com pão (como o que comemos) não é nem de longe a melhor opção e faz com que comecemos nosso dia já com picos de insulina. Recomendo ver o que as culturas tradicionais comiam. Farei um post sobre isso em breve. Mas é variar mesmo.

      Não precisamos comer de 3 em 3 horas, então, um bom café garante que ficará sem fome até bem mais tarde, podendo facilmente ter 3 nutritivas refeições por dia. Com isso você acabará comendo alimentos mais densos e nutritivos, se sentirá satisfeita e não sentirá fome. Além de dar descanso ao seu sistema digestivo.

      Cereis de milho e cheios de fibra com leite desnatados realmente não são legais, Pris. São gostosos, mas não são bons pro nosso organismo.

      Quanto as frutas serem a base da sua alimentação, também acho que deva avaliar direitinho. As frutas em excesso sobrecarregam nosso organismo, principalmente o fígado, e acabam nos fazendo mal. Em equilíbrio, acho ok. Depois procure um médico chamado Robert Lustig que fala bastante sobre os riscos do excesso de frutose. Não que as frutas do dia-a-dia nos façam mal, mas ter uma alimentação baseada em frutas não acho uma boa idéia.

      O trânsito intestinal funciona muito mais por causa do equilíbrio da nossa flora do que propriamente das fibras que ingerimos. As fibras auxiliam e alimentam essa flora boa, mas quem estimula legal o peristaltismo é a própria flora.

      Quanto aos exageros das dietas Low-Carb, existem muitos. E fico assustado de ver alguns grupos no facebook onde por causa de uma preocupação apenas estética as pessoas se enchem de industrializados do pior tipo mas por tirarem o carboidrato e emagrecerem, acham que é o caminho. Tem que se ter muito cuidado com isso.
      Acredito que a restrição de carboidratos seja fundamental muito mais por que era assim que comíamos antigamente quando não se consumia os absurdos de açúcar, farinha, grãos, que hoje são, por interesses econômicos e políticos os mais presentes em nossa alimentação.
      Na verdade a restrição é voltar a consumir alimentos com fibras boas, vegetais, hortaliças e um pouquinho de amido. Mas tirando os exageros que nem percebemos mais dos excessos de industrializados.

      Hoje muita gente é magra, mas tem colesterol alto e diabetes. O peso não é uma medida confiável da saúde de uma pessoa. Apesar da obesidade ser sem dúvida, sempre um fator degenerador.

      Uma questão sobre o leite que você comentou: A gordura não é o que engorda. Uma pena nossas palavras serem limitadas e essa associação ser tão comum. O que realmente nos engorda é o carboidrato. A gordura é fonte de muitas importantíssimas vitaminas, energia e nos sacia.
      Sempre tome o leite integral, use o azeite, a manteiga, óleo de coco, coma abacates… Não tenha medo das boas gorduras. Uma boa dieta é rica em gorduras, moderada em proteína e pobre em carboidratos. Isso se falando em termos calóricos. Não significa que quantitativamente você comerá mais gordura do que proteínas por exemplo. A gordura é mais calórica e quase sempre muito mais densa, enquanto um bife de carne, tem muita água e apenas por volta de 20% de proteínas. Faz sentido?

      bjs!

  6. Rodrigo, parabens pelo blog e por suas explicações tão bem definidas e embasadas! Estou querendo seguir esta alimentação, porém estou lendo primeiramente para me informar direitinho, uma vez que já aboli muitos farináceos e produtos industrializados da minha vida…mas ainda tenho algumas duvidas…
    Queria que vc falasse um pouco sobre os produtos com baixo teor de gordura ( lights e diets) que sempre fomos estimulados a comer e a comprar em prol da saúde ( mesmo sabendo que tem alto teor de sodio e conservantes)…Os iogurtes, queijos cotages, ricotas, gelatinas, adoçantes….

Participe! Dê sua opinião! =]

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s